Previsão do Mercado

As taxas de alta do dólar dos EUA se restabeleceram para 15,53 bilhão $ dos 14,66 $, contra as principais moedas durante uma semana, de acordo com o relatório da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), que abrange dados de até 9 de Julho e lançado na sexta-feira dia 12 de Julho. O dólar se fortaleceu após a apresentação do relatório dos EUA. Em Junho, a economia dos EUA criou 224 mil novos empregos, o que superou as expectativas, depois dos 75 mil empregos criados em Maio, o que acabou por levar à queda das expectativas na redução das taxas de juros.

1. Sharp Corporation – fabricante japonês de eletrônicos.

As taxas líquidas de longo prazo do dólar americano caíram repentinamente para 13.12 bilhões $ dos 21.75 bilhões $ contra as principais moedas durante uma semana, de acordo com o relatório da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), que abrange os dados de até 2 de Julho e publicado na segunda-feira 8 de Julho. O sentimento do dólar piorou, devido ao fato do Federal Reserve preferir a inflação e o índice de consumo pessoal caiu de 1,6% em Abril para 1,5% em Maio, enquanto os pedidos de bens duráveis caíram de 1,3% em um mês com déficit comercial, que cresceu em 5,1%.

1. Micron Technology Inc. – fabricante americano de tecnologia de semicondutores.

As taxas de alta do dólar dos EUA continuaram a cair para $21.75 bilhões dos $22.60 contra as principais moedas durante o período de uma semana, de acordo com o relatório da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), que abrange dados de até 25 de Junho e divulgado na sexta-feira 1 de Julho. O dólar se enfraqueceu após o Federal Reserve, ter deixado as taxas de juros inalteradas, mas indicou que “iria agir de forma apropriada para sustentar a expansão ”.

1. Kawasaki Kisen Kaisha, Ltd. – empresa japonesa de transporte

As taxas líquidas de longo prazo do dólar americano caíram significativamente para 22,60 bilhões US$, dos 31,05 US$ contra as principais moedas durante uma semana, de acordo com o relatório de dados da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), que abrange dados de até 18 de Junho e publicado na sexta-feira 21 de Junho. A queda do dólar, aumentou depois que o relatório sobre a fraca inflação, ter mostrado que o aumento no custo de vida nos últimos 12 meses desacelerou dos 2% para 1,8% e o crescimento das vendas no varejo foi mais lento do que o esperado.

As taxas de alta do dólar dos EUA aceleraram a queda para 31,05 bilhões $, dos 33,32 $ contra as principais moedas durante uma semana, de acordo com o relatório da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), que abrange dados de até 11 de Junho e publicado na sexta-feira dia 14 de Junho. O enfraquecimento do dólar se acelerou, após o fraco relatório de Maio, sobre empregos, que apoiaram as expectativas na redução das taxas de juros do Fed, após presidente Powell , do Federal Reserve, ter comentado na semana passada, que o banco central "agirá desta forma, apoiar a expansão".

As taxas líquidas de longo prazo do dólar americano caíram para $33.32 bilhões US$ dos 34,62 bilhões US$ contra as principais moedas durante uma semana, de acordo com um relatório da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), que abrange dados de até 4 de Junho e publicado na sexta-feira 10 de Junho. A queda do dólar, se acelerou depois do Institute for Supply Management Index, ter caído abaixo do esperado em Maio, e o presidente do Federal Reserve, Powell, comentou que o banco central "agiria desta forma para apoiar a expansão".

1. XOM_Brent – Instrumento Composto Pessoal das ações Exxon Mobil vs Brent.

Comece negociando com IFC Markets

Estamos prontos para apoiá-lo com todo o tipo de perguntas, 24 horas por dia.